terça-feira, 28 de agosto de 2007

Qual é a minha turma?


Quisera entender esse meu jeito...
Quando menina, bem criança, não gostava de crianças, não brincava com meninas, desmanchava as bonecas, colocava nelas vestidos de qualquer pano, mas tinha que ser bemmmm comprido. Deixava lá, num canto. Só prá olhar. Saía prá rua, chutando bola, pulando corda batendo e apanhando. Gostava de olhar dentro das bolinhas de gude. Coisa mais linda de ver...um mundo lá dentro, transparente, luminoso, com bolhas azuis, verdes...ficava horas viajando nas bolinhas. Fazia capucheta de jornal, um tipo de papagaio, pipa sabe qual? Pois é...corria pela rua de terra empinando. Vivia estropiada, toda ralada e vermelha de calor, terra e suor.

Na adolescência, fugi de casa. Virei beatnik, hippie, existencialista (*rss), qualquer coisa assim impossível de se compreender aos treze anos. Queria mesmo era fugir da família neurótica, caótica, paupérrima e triste. Queria a companhia dos artistas, poetas, músicos, pintores... Passeava como "mascote" desse povo, um grumete no barco dos anos 60. Tempo de profundas mudanças de comportamento no mundo pós Beatles.
Fumei, cheirei, bebí, me piquei, tudo isso. Mas não gostei!
Entre os loucos, careta.
Entre os caretas, muuuuito louca.
Assustava os homens com minha liberdade.
Ninguém me punha coleira.
Não suportava papo de mulherzinha, e ainda tenho dificuldade.
Casei uma vez, depois outra e outra até que parei no quinto.
Fui mais filha do que mãe das minhas filhas.
Hoje, entre as senhoras não me acho. Desloco.
Ninguém me levam muito a sério. Aliás, eu não levo nada muito à serio.
Entre os jovens, sou um dinossauro... Ex-drogada, ex-roqueira, ex...
Me olham curiosos, mas não se aproximam muito.

Pois é...fico na floresta...
Bicho não tem idade.
Bicho tem um tempo e isso basta.



Quero agradecer aos meninos... "blog os fera".
Fiquei impressionada com a qualidade dos poemas e poesias e textos que vocês escrevem , e como escrevem sobre vida, morte, amor...que lucidez!

Estou adolescendo por conta de vocês hehehehe. Isso é bão sô!

Obrigada a Lih, uma menina incrível do Smile por me ensinar o que é meme (adorei). Prá quem ainda não sabe, ela explica:
Então, quanto ao termo 'meme', achei na wikipédia, ó:
"Quando usado num contexto coloquial e não especializado, o termo meme pode significar apenas a transmissão de informação de uma mente para outra."

Espero ter a honra de receber sempre suas visitas.

Um beijão e inté

Arte: Anne Julie

Edição de imagem: Mamanunes





7 Comentários:

Edna Federico disse...

Menina...vc é uma locomotiva!!!!
Acho que já viveu mil anos nessa vida, riso.
Ai, eu também ficava vendo dentro das bolinhas de gude e fazia pipa de jornal...coisa de pobre, né, amiga, vamos combinar!!!! hehehehehe
Que nada, pensando bem, coisa de gente criativa.
beijão

Alice disse...

É Marcita minha amiga... somos mesmo de outro planeta .. as vezes fico impressionada com Deus por Ele ter nos trazido pra esse lugar e com esse povo... eu bem que tentei me normalizar com eles, mas não consegui... sou mesmo uma ex-drogada, uma ex-maluca, uma ex-menina mas eternamente infantil... por isso os adultos tb não me consideram... e atualmente nem faço questão das suas considerações... minha vida sempre foi louca e bandida, tb fugi de casa , fiquei 12 anos sem falar com minha familia e hoje sou visita na minha casa...não tive pais presente e nem ausente, simplesmente não conheci a verdade das pessoas que me geraram e sempre fugi de quem não gosto... as vezes penso que Deus gosta de gente esquisita e complicada.... ainda bem.
Hoje me sinto mais confortável, porque sei que não sou a unica estranha no ninho.

Lih disse...

Ahhh, que fofaa!!!
Pode ter certeza que você sempre será bem-vinda no Smile. E como eu pretendo voltar aqui sempre, vou te linkar lá, ta? Posso?
:)

Eu, quando criança, tb não gostava de brincar com as outras crianças, subia em árvores, e minha mãe sempre me dizia pra descer, pois era tudo 'coisa de menino'. Boneca então era lenda... minha mãe me comprava várias, e eu nem dava bola.

Hoje ainda tenho dificuldade em me socializar algumas vezes, principalmente nesses assuntos de mulherzinha. Sei lá, não gosto de futilidades, algo que não vai fazer bem pra alguém, fazer uma pessoa sorrir ou que não tenha qualquer outra utilidade.

Bom, é isso...
Beijãooo
:*

Jac C. disse...

Oi amiga, vim te ler.
Pois é, sabe que fiquei impressionada de saber quee vc foi uma fujona...rs
Seja como for, mostra a mulher de personalidade que desde cedo és, sabendo bem o que queria pra vc, desenhando seu proprio destino.
Que bom que Deus tomou-lhe conta, Mama!
Hj estás aí linda e semeando tudo de bom por seu caminhar.
Bjs

Entre linhas... disse...

Demonstras desde os teus tempos de criança uma personalidade muito vinculada,forte e determinada.
Bjs Zita

O Profeta disse...

E fiquei aconhecer-te um pouquinho e gostei...a loucura muitas vezes é sinónimo de brilhantismo...

Doce beijo

Ane disse...

Oi Márcia!Antes que me esqueça:vou aceitar o desafio viu?Mas ainda vou pensar nos sete "causos" de minha vida,que aliás foi sempre muito certinha... ;-)
Bjocas!

Postar um comentário

Comentários Recentes

Postagens Recentes


Blogging Blogs - Blog Catalog Blog Directory   Subscreva-se em Bloglines   Add to Technorati Favorites   Add to Google Reader or Homepage   Adicionar aos Favoritos BlogBlogs   Join My Community at MyBloglog!   Pingar o BlogBlogs   Divulgue seu blog!   DigNow.net  

     **MamaNunes Templates** >     **Politica de Privacidade**

Voltar ao TOPO